Make your own free website on Tripod.com

ABSURDOS SOBRE O RPG

 

Extraído do jornal evangélico "Jornal Palavra" de Dezembro de 98:

" AVENTURAS VIRTUAIS DOS JOGOS DE RPG ESCONDEM PERIGOS PARA OS ADOLESCENTES

Conhecido como jogo de personificação, o Roleplaying Game tem a capacidade de influenciar a mente humana, sem que o jogador perceba. Pode até parecer ficção, mas o mal é real, pois os jogadores representam personagens e transferem a violência do jogo para a vida real, tendo contato com práticas ocultistas. Existem até casos de adolescentes que planejavam o suicídio, pensando que seriam transportados para a mesma dimensão dos personagens do jogo. Por isso, não dá para vacilar. O RPG não está com nada."

 

A reportagem continua afirmando que os jogadores de RPG são levados à práticas de bruxaria e satanismo fruto do contato com o assunto nos livros de regras, citando até um caso supostamente verídico.

Realmente, alguns livros de RPG abordam assuntos esotéricos e de satanismo. Se quisermos ser radicais podemos dizer que os jogos de fantasia com seus magos e clérigos podem ser incluídos nesse grupo. Mas daí dizer que isso leva a prática do satanismo é um absurdo.

E um absurdo como essa reportagem é fruto da má intenção de alguns. Afinal, o RPG por ser um jogo de simulação estimula o raciocínio e o senso crítico.

Obviamente, alguém pode ler algum RPG como Call of Chtulhu e achar que aquilo tudo é verdade. Assim, como poderia chegar a mesma conclusão vendo o filme "O Exorcista". E note que, ao contrário do RPG, o filme afirma que a estória é baseada em fatos reais. Se o indivíduo é imbecil de acreditar ele é só isso - um imbecil - e nada mais. E existem imbecis em todo lugar, nas mesas de RPG, no Congresso Nacional, nas Igrejas Evangélicas, etc.

O importante é que a liberdade de escolha e de opinião sempre prevaleça.

 

DE VOLTA PARA: FANZINE - Micchi´s homepage